TAMANHO Diminuir tamanho da fonte Aumentar tamanho da fonte

Câmara Federal de La Plata declara que crimes de corrupção são imprescritíveis


ACÓRDÃO DA CÂMARA FEDERAL DE APELAÇÕES DE LA PLATA, ARGENTINA
6 de Octubre de 2016
Id SAIJ: NV15530


A Segunda Sala da Câmara Federal de La Plata, órgão de segunda instância da justiça federal argentina, declarou, por maioria, que crimes de corrupção são imprescritíveis. O caso, conhecido como Miralles, julga um ex-juiz federal, dois advogados e um médico, por desvios de valores, provenientes de instituições bancárias, cometidos em 2001, durante o corralito financiero, pelo qual a liberdade financeira foi drasticamente reduzida na Argentina como forma de proteger a economia daquele país. Alegadamente, o médico, representado por seus advogados, pedia a liberação urgente de fundos congelados pelo corralito com base em atestados médicos falsos. O juiz federal, então, concedia a liberação e os valores eram compartilhados entre os quatro.

Após denúncia e posterior intimação para interrogatório, os acusados interpuseram numerosos recursos, alegando a prescrição da pretensão punitiva. No julgamento de segunda instância do dia 6 de outubro de 2016, referente à intimação para interrogatório, a Câmara Federal considerou a iminente impunidade de tais atos tendo em vista o prolongamento excessivo do processo e consequente atingimento da prescrição. Além do mais, baseou-se no artigo 36 da Constituição Nacional argentina para afirmar que a “corrupção deve ser considerada como um atentado contra a democracia e, ademais, como uma violação aos direitos humanos”.

Segundo os juízes, não se faz necessária uma lei para declarar a imprescritibilidade dos crimes de corrupção. Com o precedente, agentes públicos poderão ser julgados a qualquer tempo por seus atos no exercício da função pública. O mérito do caso Miralles ainda pende de julgamento.

O acórdão, veiculado pelo Sistema Argentino de Informação Jurídica, encontra-se disponível aqui.
 

Fale conosco
Praça dos Três Poderes - Brasília - DF - Brasil - CEP 70175-900 Telefone: 55.61.3217.3000